Dívida aumenta 6 mil euros por dia só com "caso VL9"

Os 59 processos pendentes podem custar aos cofres do município 75 milhões de euros. Só casos dos silos da Cimpor e da "Via Anastácia" significam 62,5 milhões. Há até um processo em que é pedida indemnização à câmara por queda em pedra da calçada

São 6 mil euros por dia, 42 mil por semana, 179 mil por mês. Se demorar 10 minutos a ler este artigo, quando acabar, a dívida de Gaia já aumentou 42 euros. E tudo por culpa de juros de apenas um dos 59 processos judiciais que decorrem em tribunal contra a Câmara Municipal de Gaia e que, juntos, podem custar mais de 75 milhões de euros aos cofres do município.

De todos os processos, há dois (caso Cimpor e caso VL9) que significam cerca de 83% do valor (62,5 milhões de euros) e que já foram decididos contra a autarquia em tribunais superiores. As últimas decisões de ambos saíram no espaço de uma semana (em dezembro), o que surpreendeu o presidente da autarquia, Eduardo Rodrigues, que considera as sentenças "completamente injustas e desproporcionadas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG