Deputados do PSD-Madeira 'ameaçam' com abstenção

Os quatro deputados do PSD-Madeira poderão abster-se na votação do OE 2014. Hugo Velosa disse ao DN que "neste momento ainda não foi decidido o sentido de voto" - voto contra ou abstenção - embora essa possibilidade esteja sobre a mesa tendo em conta a posição já assumida por Alberto João Jardim.

Em causa está o corte de 29% nas transferências do Estado para a região, menos 69 milhões de euros face ao ano anterior.

A 17 deste mês, o Conselho do Governo Madeira admitiu que o orçamento era "inaceitável".

Mas esta posição pode não ser definitiva. Em 2012 os deputados madeirenses votaram favoravelmente o OE 2013. Através de comunicado, o presidente da Comissão Política Regional do PSD/Madeira, Alberto João Jardim, explicou o sentido de voto com a justificação de " importantes negociações em curso com o Governo da República" e "propostas de alteração ao Orçamento a serem discutidas na especialidade, todas procurando melhorar a situação na Região Autónoma" portanto, " seria imprudente outra manifestação de voto diferente, a qual poderia comprometer os objectivos pretendidos pela Madeira, que estão acima de quaisquer outras considerações", revelou.

Ainda assim, "só depois de, na especialidade, serem votadas as propostas da Madeira, é que, em consciência, o PSD/Madeira, através dos seus deputados na Assembleia da República, poderá assumir posição definitiva sobre o Orçamento, quando da votação final global", referiu. E assumiu. O deputados madeirenses disseram "sim" ao OE 2013.

A história poderá estar a repetir-se com o OE do próximo ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG