Deputado próximo de José Sócrates quer demissão de Passos Coelho

"Ordenados que não se recorda, exclusividade na AR que não se lembra, documentos da Tecnoforma que desapareceram e calote à Segurança Social alegando que não foi notificado?"

"Se tiver vergonha na cara, demita-se!", escreveu André Figueiredo, deputado do PS muito próximo de José Sócrates, no Facebook, ao comentar a notícia do Público sobre dívidas antigas de Passos Coelho à Segurança Social.

"Que legitimidade tem este senhor para exigir sacrifícios aos portugueses? Que rigor, transparência e responsabilidade pode ter gente desta a governar o País? E depois presta esclarecimentos fazendo de todos nós gente estúpida. Ordenados que não se recorda, exclusividade na AR que não se lembra, documentos da Tecnoforma que desapareceram e calote à Segurança Social alegando que não foi notificado?", escreveu ainda o parlamentar, que durante a liderança de Sócrates no PS (2004-2011) foi seu chefe de gabinete no partido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG