"Da minha parte não deixei de trabalhar"

Numa conferência de imprensa conjunta em Belém com o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, Cavaco Silva garantiu que o direito à greve dos trabalhadores "deve ser respeitado".

"O direito à greve dos trabalhadores está consagrado na Constituição e deve ser respeitado", afirmou o Presidente português. Cavaco Silva acrescentou ainda: "Da minha parte não deixei de trabalhar".

"Reuni-me com o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, para que no futuro o crescimento do PIB seja maior e o desemprego menor", declarou Cavaco Silva.

Para o Presidente português, "isto só pode ser conseguido com mais investimento privado. Com mais investimento estrangeiro. Com mais turismo".

Exclusivos