Costa pede dinheiro para o PS e faz ranking de doadores

Líder do PS pede ajuda a eleitos em representação do partido e cria mecanismo interno de valorização dos maiores doadores.

Confrontando-se com sérios problemas internos de financiamento, António Costa criou um mecanismo no PS pelo qual cria lógicas de competição para ver quem dá mais.

Numa carta dirigida a cada um dos "eleitos em representação do Partido Socialista", o secretário--geral do PS escreveu: "Estou certo de que o empenhamento inestimável que dá diariamente tem reforçado a imagem do PS e mobilizado cada vez mais pessoas para o projeto de alternativa de confiança que propomos ao país."

E a seguir acrescentou um outro pedido, um "esforço suplementar": "O PS precisa da sua ajuda monetária, precisa de um contributo adicional seu para enfrentar as despesas da atividade política e para ganhar os desafios que se aproximam". E isto porque "as propostas que o PS tem para o país e para os portugueses não devem ficar condicionadas por falta de meios para fazer passar a nossa mensagem de esperança e de mudança".

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG