"Cordão sanitário" protege o Presidente da República

Os movimentos dos jornalistas estão rigorosamente controlados no Palácio da Cidadela de Cascais, onde decorre hoje uma conferência sobre fecundidade organizada pela Presidência da República no âmbito dos seus "Roteiros do Futuro".

Sendo o palácio oficialmente considerado como a residência de Verão do PR, o controlo de movimentos é semelhante ao que ocorre no Palácio de Belém. Mesmo para ir à casa de banho é preciso a companhia de um agente de segurança. Cavaco Silva entrou de manhã no perímetro da Cidadela e de lá não sairá até ao fim da conferência "Nascer em Portugal", marcado para as 18:45.

Cavaco Silva até agora não permitiu qualquer contato com jornalistas. Ontem cancelou à última hora uma deslocação a uma escola de Lisboa, a António Arroio, em cuja entrada se concentravam dezenas de estudantes manifestando-se contra problemas vários daquele estabelecimento de ensino. A Presidência limitou-se a alegar um "impedimento", sem mais pormenores.

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.