Coordenador do PS diz que posição sobre ADSE é pessoal

O coordenador para a área da saúde do PS, Álvaro Beleza, utilizou a sua página do Facebook para esclarecer a entrevista que deu ao Jornal de Notícias, publicada hoje, em que defende a extinção da ADSE. Diz Álvaro Beleza que se trata apenas de uma "opinião pessoal".

Numa nota publicada no Facebook, Álvaro Beleza esclarece que sua opinião pessoal referente à extinção da ADSE é diferente da do partido. Mas reafirma que o debate sobre essa questão continua.

No fim, critica as declarações do ministro adjunto e dos assuntos parlamentares, Miguel Relvas, que hoje desafiou o PS "dizer qual é a posição que vale" relativamente ao sistema de saúde autónomo do Estado.

Leia o texto na íntegra de esclarecimento:

"O Jornal de Notícias publicou hoje uma entrevista que concedi àquele jornal no dia 15 de Dezembro.

Nessa entrevista expressei opiniões pessoais que só a mim vinculam.

Algumas dessas opiniões são coincidentes com as posições oficiais do PS e outras não.

No que diz respeito à ADSE, o Líder do grupo parlamentar já reafirmou qual a posição do PS. Posição que respeito e sempre respeitei.

O PS tem, com o sempre teve, uma única posição e muita clara sobre a ADSE.

Essa posição não impede nenhum debate, nem limita nenhuma opinião.

O PS é um partido livre e aberto. É nesse quadro que centenas de cidadãos têm debatido o futuro da saúde em Portugal e também a necessidade de reformulação da ADSE. Eu tenho muita honra em coordenar esse debate de ideias e de propostas.

O que rejeito é o aproveitamento miserável que o Ministro Relvas, o PSD e o CDS estão a fazer. Relvas, o PSD e o CDS sabem muito bem qual é a posição do PS. A atitude do ministro Relvas mostra a sua dimensão de estadista."

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG