Convocação de Conselho de Estado é "normal"

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, afirmou hoje que é "absolutamente normal e constitucional" a convocação do Conselho de Estado pelo Presidente da República.

"Acho absolutamente normal e constitucional", respondeu Portas aos jornalistas, quando confrontado com a decisão de Aníbal Cavaco Silva de convocar o Conselho de Estado para a próxima sexta-feira, sendo o tema da ordem de trabalhos "Resposta europeia à crise da Zona Euro e a situação portuguesa".

Paulo Portas escusou-se a tecer qualquer comentário sobre as medidas de austeridade anunciadas pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e pelo ministro de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, repetindo que só falará depois do Conselho Nacional do CDS-PP, que reúne no sábado.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, que falava na Trofa, à margem da inauguração de novas instalações da fábrica Frezite, limitou-se a reiterar a importância da notação positiva dada Portugal pelos credores internacionais (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional).

"Também registo a importância do comunicado de hoje do Eurogrupo [ministros das Finanças da Zona Euro], que não só dá uma notação positiva a Portugal como também apela ao consenso social, político e económico", disse ainda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG