Contra "paixão por austeridade" e interesses da Alemanha

O líder do PS, António José Seguro, afirmou hoje que o Governo português parece ter "uma paixão pela austeridade", e aconselhou a que os problemas do país se sobreponham aos interesses da "chancelarina" alemã Merkl.

"Aquilo que eu exijo é que o Governo do meu país não tenha a visão dos interesses da Alemanha, mas a visão dos interesses dos portugueses, e das empresas em Portugal", afirmou durante um almoço convívio do PS da Lousã. António José Seguro disse ter poucas expectativas em relação ao Conselho Europeu deste fim-de-semana, por haver uma "dupla receita que se aplica, tanto na Europa como em Portugal, que é a da austeridade pela austeridade".

"Considero que a disciplina orçamental é muito importante, e que deve haver rigor na gestão das contas públicas, e que deve haver orçamentos equilibrados, mas considero que essa não deve ser exclusivamente a prioridade da União Europeia e dos Estados", sublinhou. Na perspectiva do líder socialista, "a prioridade deve também dar lugar ao crescimento económico e ao emprego" nos Estados da União Europeia. "E aquilo a que nós assistimos nas conclusões deste Conselho em Bruxelas foi precisamente líderes europeus que só se preocuparam com a disciplina orçamental e com sanções automáticas para os países ditos incumpridores", disse.

Para António José Seguro, a "responsabilidade desses líderes era de encontrar e tomar medidas que auxiliassem os países em dificuldade para saírem rapidamente da situação de incumprimento". "A mesma receita é aplicada pelo Governo português. Há uma espécie de paixão como se através da austeridade nós conseguíssemos resolver os nossos problemas", salientou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG