"Chumbo é pesada derrota para o Governo", diz SINTAP

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP) considera uma "pesada derrota para o Governo" o "chumbo" do Tribunal Constitucional ao diploma que estabelece o corte de 10% nas pensões dos funcionários públicos.

Em declarações à Lusa, o presidente do SINTAP, José Abraão, afirmou que a decisão do Tribunal Constitucional, conhecida esta quinta-feira, é "uma pesada derrota para o Governo", acrescentando que, "mais uma vez, acabou por funcionar o Estado de direito".

José Abraão disse ainda que "o primeiro-ministro deve retirar ilações no que diz respeito a estes sucessivos chumbos [do Tribunal Constitucional] e não pode continuar a governar contra a Constituição".

O Tribunal Constitucional "chumbou" esta quinta-feira o diploma que estabelece o corte de 10% nas pensões de reforma, aposentação e invalidez e nas pensões de sobrevivência da função pública, que suscitou dúvidas ao Presidente da República.

O chumbo do Tribunal Constitucional ao diploma do regime de convergência de pensões entre o setor público e privado pode provocar um buraco nas contas públicas de até 388 milhões de euros.

O diploma, que reduz em cerca de 10% as pensões superiores a 600 euros pagas pela Caixa Geral de Aposentações, foi enviado para fiscalização dos juízes do Palácio Ratton pelo Presidente da República no dia 23 de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG