CDS sacode pressão do PSD sobre coligação eleitoral

Uma frase colocada ontem no Facebook por um assessor de imprensa de Paulo Portas no CDS constitui a resposta do líder centrista à urgência já manifestada pelo PSD para que a questão da coligação entre os dois partidos para as próximas legislativas se defina "rapidamente". E a resposta foi: não há pressa nenhuma.

"Não é possível estar-se a discutir politicamente um Orçamento ao mesmo tempo que se discute partidariamente uma coligação", publicou o referido assessor, Pedro Salgueiro.

Para o CDS será essencial a negociação com o PSD do OE 2015 para perceber se depois há condições, ou não, para os dois partidos avançarem juntos. Um dos pontos centrais na negociação orçamental será a diminuição do IRS, que Paulo Portas exige.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Exclusivos