CDS-PP enaltece "discurso pedagógico" de Cavaco Silva

O CDS-PP enalteceu hoje o "discurso pedagógico" do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, na cerimónia do 5 de Outubro decorrida na Câmara Municipal de Lisboa.

"Foi um discurso pedagógico sobre valores importantes como a igualdade dos cidadãos perante a lei, o exercício do poder em nome do bem comum, a relevância de uma escola exigente para a mobilidade social", declarou a deputada centrista Teresa Caeiro, numa mensagem escrita enviada à agência Lusa que se seguiu à cerimónia desta manhã.

O Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu hoje que é imperioso manter a coesão da República e a confiança dos portugueses nas instituições, advertindo que ninguém está acima da lei e ninguém possui o monopólio da ética.

O chefe de Estado exortou ainda à revitalização da mensagem do 25 de Abril de 1974, defendendo um "dever de memória" face às anteriores gerações e manifestou-se contra o facilitismo na avaliação de alunos e docentes.

"A exigência e o rigor no ensino são, na sua essência, valores profundamente republicanos. O facilitismo na avaliação de alunos e docentes favorece o privilégio e acaba, de facto, por promover a desigualdade", advertiu Aníbal Cavaco Silva.

O Presidente da República, que discursava no Salão Nobre da Câmara Municipal de Lisboa, na sessão comemorativa do 5 de Outubro, defendeu que é "num contexto de exigência que se distingue o mérito e o talento".