Cavaco acabou por cumprimentar a população

O Presidente da República, Cavaco Silva, acabou por cumprimentar as pessoas que o esperavam hoje em Torre de Moncorvo, depois de ao início da manhã ter provocado alguma desilusão por não ter passado na Praça Central.

Cavaco Silva iniciou esta manhã uma visita ao Nordeste Transmontano na vila que se encontra em festa e onde era aguardado por algumas dezenas de pessoas na praça central que pretendiam apenas ver e cumprimentar o chefe de Estado, mas, à chegada, fez um percurso alternativo e não se cruzou com a população.

No fim da visita a Torre de Moncorvo, Cavaco Silva acabou por dirigir-se à Praça Central, onde passeou entre a população.

Se num momento inicial ouviu alguns assobios e vários "vai para casa", mais à frente recebeu aplausos e escutou de várias vozes "lindo", à medida que ia passando.

"Tal e qual como na televisão", foi a observação de um grupo de idosas, que conseguiu cumprimentar o Chefe de Estado, depois de garantir a um segurança: "Não tenha medo".

O chefe da Casa Civil de Cavaco Silva recebeu uma carta aberta a "mostrar indignação com o que se passa no país", que os sindicatos de Bragança pretendiam entregar ao Presidente.

" espera da visita de Cavaco Silva a Torre de Moncorvo estavam elementos da União dos Sindicatos de Bragança, concretamente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL).

Os sindicalistas faziam-se acompanhar de faixas com frases como "Queremos um país mais justo".

O Presidente da República visita hoje três dos concelhos mais isolados do Nordeste Transmontano, os de Torre de Moncorvo, Vila Flor e Carrazeda de Ansiães.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG