Bloco vai liderar a seis. Semedo sai, Catarina Martins é porta-voz

João Semedo sai da liderança que deixa de ser bicéfala, para dar lugar a uma estrutura com seis membros: a Comissão Permanente. Catarina Martins impõe-se como rosto do partido

Para o Bloco de Esquerda dois é bom, mas seis ainda é melhor. Após um empate na convenção, os membros da Mesa Nacional chegaram ontem a acordo e a liderança fica agora a cargo de seis pessoas através de um novo órgão: a Comissão Permanente. Porém, ao mesmo tempo que se esboça uma coordenação mais dividida, volta a aparecer a figura do porta-voz nacional, que será Catarina Martins.

A divisão pode assim ter o efeito contrário ao que é apresentado, emergindo apenas uma pessoa como rosto do partido. Certo é o fim da liderança bicéfala, numa solução que fez uma baixa: João Semedo, que colaborou durante a semana para se chegar a um acordo.

Leia mais na edição impressa ou em DN E paper

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG