BE acusa Governo de "cobardia política"

O BE desafiou hoje o ministro Miguel Relvas a "assumir claramente" o seu "plano" para a RTP e acusou o Governo de "cobardia política" e de estar há uma semana a "esconder-se atrás de um funcionário".

O Conselho de Administração da RTP apresentou hoje o pedido de demissão ao Governo, numa reunião com o ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, pedido esse que foi aceite, informou hoje o gabinete de Miguel Relvas.

"O Governo ainda não disse uma palavra sobre a RTP mas o sinal está dado, a demissão da administração no dia em que Miguel Relvas chega de Timor julgo que diz tudo, o Governo esconde-se atrás de António Borges e trata o assunto como se fosse secundário mas não é", criticou a deputada bloquista Catarina Martins, em declarações à agência Lusa.

A deputada do BE defendeu que o "passado pouco mais de uma semana do anúncio do plano de concessão em que Portugal passaria a único país da Europa sem serviço público" de televisão, o Governo "tem de assumir claramente qual o seu plano para a RTP".

"O Governo está a ser cobarde e a esconder-se e não pode esconder-se atrás de um funcionário, de um consultor que não é ministro", afirmou, acusando o executivo de já "estar a matar o serviço público".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG