Bagão Félix apoia Medina. "Acredito que possa tornar Lisboa mais humanizada, bela e verde"

Ex-ministro de governos PSD/CDS, Bagão Félix anunciou o seu apoio à candidatura de Fernando Medina (PS) para um novo mandato à frente da Câmara Municipal de Lisboa. Já o tinha feito em 2017. "Em eleições autárquicas, escolho pessoas, não partidos".

A candidatura de Fernando Medina (PS) para um novo mandato à frente da Câmara Municipal de Lisboa volta a contar com o apoio de Bagão Félix, ex-ministro de governos PSD/CDS. "Em eleições autárquicas, escolho pessoas, não partidos. Por isso, em Lisboa, continuo a escolher Fernando Medina", lê-se num texto que foi enviado esta sexta-feira à candidatura socialista.

"Faço-o pelas provas já dadas. Mas, faço-o também por um novo mandato que aprofunde o seu trabalho sério, competente, com sentido geracional e sensibilidade social. Faço-o, ainda, porque acredito que possa tornar Lisboa mais humanizada, mais bela, mais verde, mais harmoniosa e sempre respeitadora da memória", justificou Bagão Félix.

Há quatro anos também manifestou o seu apoio a Medina na corrida a Lisboa, preterindo o candidato da sua área política, Assunção Cristas, do CDS (em coligação com o PPM e o MPT). Agora, o preterido foi Carlos Moedas, da coligação Novos Tempos (PSD, CDS-PP, PPM, MPT e Aliança).

Em 2017, Bagão Félix, que desempenhou o cargo de ministro e secretário de Estado nas áreas das Finanças, Segurança Social, Trabalho e Formação Profissional, foi uma das 228 personalidades que integrou a comissão de honra do candidato socialista.

Antes de ser um dos nomes desta lista, já Bagão Félix tinha expressado elogios a Medina, que substituiu António Costa em 2015 na autarquia de Lisboa.

"Não sei quais vão ser os candidatos à Câmara Municipal de Lisboa, mas à partida simpatizo com a ideia de continuar Fernando Medina, que tem sido um bom presidente. É um jovem político, e toda a gente comete erros, mas é uma pessoa ativa, que em meu entender está a fazer uma boa gestão na Câmara de Lisboa", disse Bagão Félix no início de 2017, na entrevista DN/TSF.

Questionado, na altura, sobre a razão pela qual não apoiava Assunção Cristas, candidata democrata-cristã, que então liderava o CDS, o ex-ministro afirmou: "Por acaso, o dr. Fernando Medina é do Partido Socialista, mas se não fosse também era capaz de votar nele. Acho que tem feito um bom trabalho".

Um voto (e um apoio) que se mantém quatro anos depois. Contactado esta sexta-feira pelo DN, Bagão Félix confirmou o apoio a Fernando Medina, escusando, nesta altura, tecer mais comentários.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG