"Até Cavaco reconheceu que teríamos de crescer a um ritmo impensável para pagar a dívida"

Em entrevista ao DN, José Vera Jardim, subscritor do Manifesto dos 74, pede ao PS que insistema no tema, mas recusa a saída "unilateral" proposta pelo PCP.

O ex-ministro da Justiça de António Guterres entende que "o Parlamento é o local apropriado" para que o tema da dívida seja discutido e assinala que "o próprio Presidente da República já veio dizer que teríamos de conseguir um ritmo impensável de crescimento, durante 20 anos ou mais, para conseguirmos resolver esse problema".

Seja como for, frisa ser "contra decisões unilaterais", como a proposta pelo PCP, e defende que qualquer solução tem de ser negociada e emanada à escala comunitária.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG