Assunção Esteves criticada por receber Manuel Coelho

O grupo parlamentar do PSD-Madeira entregou hoje no Parlamento Regional um voto de protesto condenando a Presidente da Assembleia da República por ter recebido e se ter mostrado "solidária" com o deputado do PTP, José Manuel Coelho.

"A Assembleia Legislativa da Madeira condena a Senhora Presidente da Assembleia da República pelo facto de, primeiro e em tratamento diferente dos restantes cidadãos, ter indicado aos serviços de segurança do Parlamento nacional que deixassem entrar o cidadão José Manuel Coelho para as galerias reservadas ao público, munido de cartaz e megafone", pode ler-se no texto do voto de protesto assinado pelo líder parlamentar, Jaime Ramos, hoje divulgado.

A bancada da maioria social-democrata madeirense "mais protesta pela referida Senhora, apesar de ter conhecimento do desrespeito permanente do referido indivíduo pelo normal funcionamento das instituições constitucionais democráticas, se ter oferecido para recebê-lo e irresponsavelmente não ter desmentido as afirmações do mesmo em que a coloca solidária com ele".

Uma cópia deste voto de protesto deverá ser enviada ao Presidente da República, à Presidente da Assembleia da República e aos responsáveis dos grupos parlamentares do Parlamento nacional.

Na passada quarta-feira, o líder do PTP-Madeira, José Manuel Coelho, foi recebido pela presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, a quem pediu a "solidariedade institucional" do parlamento português perante o "grave atropelo às liberdades democráticas" dos deputados madeirenses.

"A senhora presidente solidarizou-se connosco e disse que foi uma atitude muito radical da parte do parlamento da Madeira, do presidente do parlamento da Madeira, e pensa que aquilo não se pode repetir, porque acha que aquilo é mau para a democracia, que não podemos ser alvo daquele tipo de atitude por parte da polícia, porque somos eleitos pelo povo", afirmou José Manuel Coelho depois do encontro.

O polémico parlamentar, que tinha estado a assistir ao debate do 'estado da Nação' nas galerias da Assembleia da República, tem vindo a protestar e queixar-se em diversas instâncias contra a atitude do presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Miguel Mendonça, que mandou a PSP expulsá-lo do recinto onde decorria a sessão solene do Dia da Região, que se comemora a 01 de julho, em S.Vicente.

No meio da cerimónia, José Manuel Coelho levantou-se por entre a ala de convidados e, pediu para usar da palava, protestando contra o figurino do programa das comemorações que impede os deputados de discursar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG