António Costa diz ter dever de assegurar unidade do PS

O candidato às primárias do PS António Costa disse hoje ter o dever de assegurar o "fundamental", a unidade e coesão do partido, acrescentando que os debates televisivos com o adversário são "felizmente" um ciclo encerrado.

"Os debates já estão acabados, felizmente é um ciclo que já está encerrado. Agora podemos finalmente concentrar-nos no que importa, que são os problemas das pessoas", disse António Costa aos jornalistas no final de uma visita ao Centro Comunitário Pia II, em Almada.

Questionado sobre se nos três debates televisivos tidos com António José Seguro, o último dos quais na noite de terça-feira, disse tudo o que pensava ao secretário-geral do PS, Costa retorqiu com a necessidade de assegurar a coesão do partido.

"O meu dever é não dizer tudo o que penso mas dizer o máximo que é possível dizer para assegurar aquilo que é fundamental, que é a unidade e a coesão futura do PS", declarou o autarca de Lisboa e candidato às primárias de domingo.

"No próximo domingo, os militantes socialistas e simpatizantes do PS vão ter oportunidade de responder à questão fundamental: quem está em melhores condições de ser o próximo primeiro-ministro de Portugal. E a partir daí construirmos, o conjunto de todo o partido, a caminhada que nos conduzirá às eleições legislativas", acrescentou ainda António Costa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG