Anterior administração da RTP vai ao parlamento

A comissão de Ética aprovou hoje a ida ao Parlamento do anterior conselho de administração da RTP, liderado por Guilherme Costa, que se demitiu na semana passada, mas chumbou audição de Relvas.

Os deputados, hoje reunidos em comissão, rejeitaram todavia os requerimentos do Bloco de Esquerda e do PCP para a audição de Miguel Relvas, informou à agência Lusa Mendes Bota, presidente da Comissão para a Ética, Comunicação e Cidadania.

O antigo presidente da Sociedade Central de Cervejas Alberto da Ponte será o novo presidente do conselho de administração da RTP, de acordo com informação disponível hoje na própria página na Internet da RTP.

No 'site' é referido também que no conselho de administração mantém-se Luiana Nunes, que transita da administração anterior, e que José Lopes Araujo, da direção jurídica da RTP, passa a vogal do conselho de administração.

A antiga administração da RTP pediu a demissão do cargo na semana passada, a qual foi aceite pelo ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas.

O pedido de demissão surgiu na sequência do anúncio do consultor do Governo para as privatizações, António Borges, de que a proposta em cima da mesa é da concessão da RTP a privados, ao contrário da indicação anterior de que seria privatizado um canal.

A administração tornou público na semana passada que era contra esta posição.

Guilherme Costa tinha sido reconduzido por Miguel Relvas para um novo mandato, anúncio que foi feito em novembro do ano passado.

O Governo poderá, agora, oficializar o novo conselho de administração da RTP na quinta-feira, em Conselho de Ministros.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG