Álvaro Santos Pereira deverá manter-se na Economia

O ministro da Economia esteve esta tarde reunido duas horas com o primeiro-ministro para debater a sua alegada perda de poder na gestão dos fundos comunitários. Álvaro Santos Pereira saiu de São Bento sem prestar declarações, mas deverá manter-se na pasta da Economia.

O encontro ocorreu numa altura em que Álvaro Santos Pereira se encontra 'debaixo de fogo' devido a um projeto de decreto do Governo transferindo para o ministro das Finanças a coordenação geral dos fundos comunitários.

No fim de semana, tanto o primeiro-ministro, Passos Coelho, como o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, desmentiram a existência de conflitos internos no Governo por causa da gestão dos dinheiros do QREN. Passos admitiu, no entanto, que Vítor Gaspar terá uma palavra "decisiva" nesta matéria.

O novo modelo de gestão do QREN volta esta quarta-feira a um Conselho de Ministros antecipado para que o líder do Governo possa, desta vez, participar na discussão de um tema que dividiu claramente o Executivo. Na última reunião dos ministros, sem a presença de Pedro Passos Coelho, Álvaro Santos Pereira insurgiu-se contra a perda de poder na gestão dos fundos. E foi apoiado por membros do Governo como Miguel Macedo e Miguel Relvas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG