Alegre preocupado com "brutalidade" do desemprego

Manuel Alegre defendeu esta sexta-feira, no programa Avenida da Liberdade, na RTPi, que "as pessoas estão sem esperança" e que o facto do país ter ultrapassado a fasquia de um milhão de desempregados "é uma brutalidade".

O antigo candidato presidencial sustentou que "a juventude não tem um horizonte mas um muro à frente" e apelou à adopção de iniciativas fiscais para as empresas que abram as portas aos jovens. "Em política nada é definitivo, estão a pôr em causa a credibilidade da democracia", acrescentou. No mesmo programa, António Bagão Félix, sustentou que a troika não pode olhar para Portugal e "aplicar a chapa 4", porque há soluções que funcionam em certos países, mas não noutros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG