Aguiar-Branco renuncia ao subsídio de alojamento

O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, decidiu tambem renunciar ao subsídio de alojamento que tinha atribuído, de aproximadamente 1000 euros, em solidariedade com os seus colegas de Governo.

"O ministro da Defesa Nacional decidiu renunciar, também, ao subsídio de alojamento, em solidariedade com os outros membros do governo que o fizeram, apesar de não ter casa própria em Lisboa", disse fonte do gabinete de Aguiar-Branco

A mesma fonte adiantou que, "apesar da renúncia, José Pedro Aguiar-Branco mantém, igualmente, a decisão de não utilizar o Forte de São Julião da Barra, Residência Oficial do Ministro da Defesa Nacional de Portugal".

Aguiar-Branco, que tem residência no Porto, tinha atribuído um subsídio de alojamento no valor de 1035 euros brutos, correspondentes a 75 por cento das ajudas de custo diárias.

Esta decisão segue-se à do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, e do secretário e Estado das Comunidades, Jose Cesário, de renunciarem aos respetivos subsídios de alojamento.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG