Governo "está unido" em torno do programa que já previa "uma solução" para a RTP, diz Mota Soares

O ministro da Solidariedade e Segurança Social, Pedro Mota Soares, garantiu hoje que o Governo "está unido" em torno do programa do executivo que já previa uma solução para a RTP.

O governante falava no Fundão, onde participou em cerimónias da Santa Casa da Misericórdia Local, e foi questionado pelos jornalistas acerca das declarações do líder do CDS, Paulo Portas, à edição desta semana do semanário Expresso.

Segundo o Expresso, Portas, que "é contra" a concessão de todo o serviço público de televisão a privados, "não gostou que [Miguel] Relvas definisse o futuro da RTP".

"Vai ser preciso um esforço para recuperar o sentido de compromisso que PSD e CDS demonstraram quando negociaram o programa do Governo. Estamos cá para isso", disse Paulo Portas ao Expresso.

Pedro Mota Soares referiu que "o governo, no seu programa, inscreveu uma solução [para a RTP]" e "objetivamente, o governo está unido em torno do seu programa".

Pedro Mota Soares preferiu não fazer "qualquer comentário" sobre "algo que o governo ainda não decidiu: trata-se unicamente de hipóteses de estudo. Quando houver uma decisão, farei um comentário".

No programa de Governo, o executivo PSD/CDS previa privatizar um dos canais da RTP, quando as condições do mercado o permitirem, e manter o outro na esfera pública.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG