PSD. Campos Ferreira renuncia ao mandato de deputado

Parlamentar diz que decisão não tem motivações políticas, apesar de confessar que não está alinhado com a a estratégia de Rui Rio

O deputado do PSD Luís Campos Ferreira vai renunciar, no final deste mês, ao mandato de deputado. Ao que o DN apurou junto de fonte próxima do parlamentar social-democrata, Campos Ferreira deixa o Parlamento para se dedicar ao setor privado.

O DN tentou contactar o deputado do PSD, sem sucesso. Ao JN, Campos Ferreira garantiu que esta "não é uma saída de revolta com o partido". O deputado diz que sai por razões "pessoais e profissionais" e que esta decisão nada tem a ver com a liderança de Rui Rio, apesar de confessar que não está "alinhado com a sua estratégia para o partido".

Jurista de profissão, Luís Campos Ferreira foi eleito para a Assembleia da República em 2002, no tempo de Durão Barroso, repetindo a eleição em todas as legislaturas seguintes. Foi secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação do governo liderado por Pedro Passos Coelho, cargo que repetiria no executivo seguinte, que caiu 11 dias depois de tomar posse, em 2015.

Exclusivos