PCP lamenta "patética tentativa" de Cavaco "manter com vida" governo PSD/CDS

Comunistas reagiram às afirmações do anterior presidente da República de que o PCP cedesse "com tanta facilidade" ao PS.

O PCP acusou esta sexta-feira Cavaco Silva de querer "mostrar que existe" ao afirmar que os comunistas se deixaram submeter "com tanta facilidade" ao PS, no quadro da aliança parlamentar pós-eleições de 2015.

"Percebe-se que Cavaco Silva queira mostrar que existe. O PCP afirma e afirmará o direito do país a um desenvolvimento soberano inseparável da libertação da submissão às imposições da UE e ao Euro", respondeu o PCP às declarações feitas por Cavaco Silva à TSF.

Nessa entrevista a propósito da publicação do seu último livro de memórias, "Quinta-feira e outros dias", Cavaco disse "nunca [ter pensado] que o Bloco de Esquerda e o PCP se curvassem com tanta facilidade" ao PS.

Para os comunistas, Cavaco continua a não suportar "o facto de o PCP não se curvar aos seus objetivos, à sua obsessão de querer manter o País, os trabalhadores e o povo amarrados à marcha de exploração, empobrecimento e saque de recursos nacionais que, enquanto Primeiro-Ministro antes, e Presidente da República depois, sempre procurou garantir, como o revela a patética tentativa de manter com vida o governo PSD/CDS que havia sido política e socialmente condenado nas eleições de 2015.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG