Morreu Manuel Costa Braz, o coronel de Abril

O militar de Abril foi o primeiro Provedor de Justiça.

O coronel Manuel Costa Braz, militar de Abril, morreu esta terça-feira em Lisboa, aos 85 anos, vítima de doença prolongada.

Costa Braz fez parte do grupo que preparou o 25 de Abril e, posteriormente, do Grupo dos 9, que normalizou a democracia em Portugal no verão de 1975.

O militar foi o primeiro Provedor de Justiça português, tendo assumido durante uma década, entre 1983 e 93, o cargo de Alto Comissário contra a Corrupção.

Foi ministro da administração interna em governos provisórios, e, mais tarde, integrou governos de Mário Soares e de Maria de Lurdes Pintasilgo.

Logo a seguir ao 25 de Abril teve a seu cargo a importante tarefa do recenseamento eleitoral para as primeiras eleições livres em Portugal.

Marcelo Rebelo de Sousa publicou uma mensagem, na Página Oficial da Presidência da República, quanto ao falecimento de Costa Braz.
"Apresento à família enlutada as minhas condolências, em meu nome pessoal e em nome do povo português", afirma o Presidente.

Marcelo Rebelo de Sousa destaca a conduta do antigo militar ao exercer o cargo de Alto Comissário contra a Corrupção, "aí, uma vez mais, avultaram a sua profunda dedicação à causa pública, o rigor dos seus princípios éticos e, bem assim, a discrição que é timbre dos homens dignos e conscientes de que ao seu País sempre deram o melhor de si, sem olhar a cargos nem recompensas", diz.

Com o falecimento de Manuel Costa Braz, "desaparece uma das figuras marcantes da génese da democracia portuguesa, um militar e um cidadão a quem o País tanto deve e cujo exemplo de vida deve ser conhecido e cultivado pelas gerações mais jovens".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG