Marques Mendes: "António Costa está com medo"

O ex-líder do PSD acusou o primeiro-ministro de recear não conseguir terminar o mandato e anunciou que o Governo se prepara para transferir três secretarias de Estado de Lisboa para Castelo Branco, Bragança e Guarda.

"António Costa está com medo", afirmou Luís Marques Mendes, este domingo à noite, durante o seu comentário semanal no "Jornal da Noite" da SIC. O ex-líder do PSD explica: "Medo de um mau resultado nas eleições autárquicas, medo do segundo mandato presidencial de Marcelo e medo de eventuais eleições antecipadas em 2021 ou 2022".

O comentador acusou o primeiro-ministro de ter mostrado "fraqueza e medo", durante o discurso de tomada de posse do Governo, este sábado. Tudo por causa desta frase de António Costa: "Cada eleição vale por si e nenhuma se substitui às demais ou altera o mandato da Assembleia da República ora eleita", que o ex-líder do PSD classificou como "um erro político".

António Costa "parece que está forte, mas não está assim tão forte, parece estar ao ataque mas está com medo da sombra, a olhar para a direita e para a esquerda", acrescentou. "É uma fragilidade psicológica que pode levar a uma fragilidade política".

Luís Marques Mendes apontou ainda o dedo aos ministros "cansados e esgotados", escolhidos para esta legislatura. "Acho que cheira tudo a fim de ciclo. Faz-me lembrar o último governo de Cavaco Silva". Apesar disto, antecipa que o Governo deve conseguir cumprir os quatro anos do mandato "porque António Costa não se demite".

No seu espaço de comentário, Marques Mendes anunciou ainda que o Governo pretende transferir três secretarias de Estado de Lisboa para Castelo Branco, Bragança e Guarda, no âmbito da estratégia de descentralização. "Isto não é descentralização, é show off", disse.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG