José Arruda "era o símbolo da luta" dos deficientes das Forças Armadas

Miranda Calha, deputado constituinte e há anos membro da Comissão parlamentar de Defesa, acompanhou a luta dos deficientes da guerra colonial.

O deputado Miranda Calha (PS) lamentou este sábado a morte do presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA), José Arruda, que qualificou como "o símbolo da luta" daquelas vítimas da guerra colonial.

Em declarações ao DN, o deputado constituinte lembrou ter acompanhado essa luta ao longo dos anos e que José Arruda "merece uma grande homenagem pelo trabalho que fez e desenvolveu".

"Fico profundamente triste" com a morte de José Arruda, que morreu este sábado no Hospital da Cruz Vermelha, reagiu Miranda Calha.

O socialista e que integra há anos a Comissão parlamentar de Defesa, enalteceu ainda "o trabalho sempre incansável" de José Arruda "em defesa de uma causa que merece o reconhecimento e grande admiração de todos os portugueses".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG