PS e PSD aprovaram alterações à Lei das Finanças Locais

Assembleia da República está a realizar as últimas votações em plenário da terceira sessão legislativa.

O parlamento aprovou em votação final global as alterações à Lei das Finanças Locais, com os votos favoráveis do PS e do PSD.

Com a abstenção da deputada socialista Helena Roseta, três deputados do PSD juntaram-se aos restantes partidos no voto contra alterações que transferem poderes para as autarquias.

O PCP qualificou o diploma como "pura irresponsabilidade" do PS e do PSD, que transfere competências para os municípios nas áreas da educação, saúde e cultura.

Cecília Meireles (CDS), numa declaração de voto, disse que o Parlamento "demite-se de ter voz ativa na descentralização".

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.