Polícia Marítima salva 47 migrantes ao largo da Grécia

Migrantes de várias nacionalidades encontrados num bote em situação de hipotermia e com fome.

Um total de 47 migrantes, dos quais 21 crianças e 10 mulheres, foram salvos na madrugada desta segunda-feira pela Polícia Marítima (PM) ao largo da ilha grega de Lesbos.

Os agentes, que integram a operação europeia POSEIDON, detetaram os migrantes ilegais num bote em águas territoriais gregas às 04:22 locais (menos duas horas que em Lisboa) através da viatura de vigilância costeira, informou a Autoridade Marítima em comunicado.

Os dados foram comunicados à embarcação portuguesa, que intercetou o bote cinco minutos depois e o rebocou para o porto grego de Skala Skamineas.

Os migrantes apresentavam sinais de hipotermia e fome, precisou ao DN o porta-voz da Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Sobre as nacionalidades dos migrantes, o comandante Pereira da Fonseca adiantou não haver informação ainda confirmada mas as indicações preliminares apontam para 39 afegãos, três iranianos e seis tajiquistaneses.

A operação POSEIDON decorre no âmbito da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (FRONTEX) e destina-se a apoiar a Guarda Costeira grega no controle e vigilância das fronteiras marítimas gregas e da UE.

Ler mais

Exclusivos