Premium Parlamento visto por quatro deputados estreantes: "A aterragem foi violenta..."

Ana perdeu seis quilos numa crise política. João contava com tudo menos ser deputado. Tiago foi corrido por um senhorio. Rubina estreou-se a estar contra o partido.

Ana Rita Bessa é uma mulher magra. Não se percebe como pode perder mais peso - mas a verdade é que isso aconteceu. Foi na "crise dos professores" - aquela, de maio deste ano, em que António Costa ameaçou demitir-se. Como deputada do CDS, Ana Rita acordou com deputados de todos os outros partidos - exceto o PS - incluir na lei uma cláusula que reconheceria aos professores o pagamento do tempo integral de carreira congelado durante a troika.

O primeiro-ministro reagiu com a brutalidade que se sabe, ameaçando demitir-se e provocar eleições antecipadas. O CDS e o PSD recuaram. Para a deputada centrista, foi um choque: perdeu seis quilos durante a crise. Ainda hoje lamenta não ter dado a devida atenção à notícia da Rádio Renascença, que, duas semanas antes da crise, dizia que Costa faria tudo o que acabou por fazer. Este foi o momento mais duro nos seus primeiros quatro anos como deputada. Um ano antes tinha vivido o mais feliz...

Ler mais

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.