Gomes Cravinho está a ouvir generais do Exército

Ministro da Defesa chamou os tenentes-generais do Exército para escolher o sucessor do general Rovisco Duarte à frente do ramo.

O ministro João Gomes Cravinho tem estado a ouvir esta quarta-feira os tenentes-generais do Exército para escolher o novo chefe do Estado-Maior do ramo, soube o DN.

As audições decorrem da demissão apresentada esta quarta-feira pelo general Rovisco Duarte ao Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Marcelo Rebelo de Sousa, invocando "razões pessoais" que "tornaram insustentável" a sua continuação do desempenho das funções de Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME).

Os tenentes-generais Fernando Serafino (vice-CEME), Cóias Ferreira (comandante da Logística), Guerra Pereira (Operações) e Fonseca e Sousa (Pessoal) são os quatro oficiais em serviço no ramo que podem suceder a Rovisco Duarte.

Também do Exército mas colocados na GNR estão os tenentes-generais Botelho Miguel (comandante-geral), José Nunes da Fonseca (segundo comandante-geral) e Rui Clero (comandante operacional).

Segundo fontes militares, a imagem negativa em que está o Exército dará maiores probabilidades de escolha a um dos generais colocados na GNR.

Contudo, as mesmas fontes referem que um dos generais colocados no Exército - Guerra Pereira - estava colocado num quartel-general da NATO quando rebentou o escândalo de Tancos.

Praticamente dada como assente é a pouca probabilidade do atual vice-CEME, Fernando Serafino, ser escolhido por o seu nome surgir nas escutas do caso de Tancos e ter estado com o major Vasco Brazão (ex-porta-voz da PJ Militar) na República Centro-Africana, em junho - apesar de ser o mais antigo e serem-lhe reconhecidas "competência e serenidade" para comandar o Exército nesta altura difícil.

Essa escolha "seria a menos desestruturante e que menos alterações" envolveria, reconheceu uma das fontes.

Certo é que a opinião generalizada aponta para um dos nomes que estão na GNR - o que já aconteceu no passado e, em rigor, não foi bem aceite no ramo.

Ler mais

Exclusivos