Futebol alivia tensão entre ministros europeus da Administração Interna

Reunião europeia presidida pela Áustria foi dominada pelo dossier das migrações

A passagem da Croácia à final do Mundial de futebol na Rússia ajudou a aliviar os trabalhos desta quinta-feira do conselho europeu da Justiça e Assuntos Internos (JAI) em Innsbruck, sob a presidência austríaca e dedicada às migrações.

Portugal, que pela primeira vez nos conselhos JAI ficou colocado - após alteração feita pela equipa do ministro austríaco Herbert Kickl - entre a França e a Croácia, esteve representado pelo ministro Eduardo Cabrita.

A Áustria é um dos países europeus da linha dura na abordagem do problema das migrações, por oposição a Estados membros como Portugal, que tem dominado a agenda política da UE nos últimos anos.

Proteção das fronteiras, políticas de asilo e cooperação policial foram alguns dos temas do encontro, que fontes da delegação portuguesa disseram ao DN ter sido marcado por vários momentos de forte tensão.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.