Francisco Assis abre Convenção do PS, António Costa encerra

Eurodeputado dado como fora da lista socialista faz as honras da casa. Pelo púlpito passam ministros e ex-ministros. Pedro Marques, que será anunciado como cabeça-de-lista do PS, não está no conjunto de oradores.

O eurodeputado Francisco Assis - que é apontado como estando de fora da próxima lista dos socialistas às europeias - abre e o secretário-geral socialista, António Costa, encerra a Convenção Europeia do PS, no sábado, em Gaia, em que Pedro Marques será anunciado como cabeça-de-lista às eleições de 26 de maio. Mas o ministro do Planeamento e Infraestruturas não surge na lista de oradores.

Além da participação de Francisco Assis, que foi o n.º 1 da lista do PS nas eleições europeias de 2014, a Convenção Europeia do PS contará com a presença do candidato Partido Socialista Europeu (PSE) à presidência da Comissão Europeia, o holandês Frans Timmermans, que discursará na sessão de encerramento dos trabalhos, pelas 18.30.

Após as intervenções de abertura a cargo do presidente do PS, Carlos César, de Francisco Assis, e do líder da Federação do Porto do PS, Manuel Pizarro, ao longo da tarde de sábado, no Pavilhão Municipal de Gaia, vão discursar os ministros das Finanças e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

Ferro Rodrigues falará sobre "Os desafios da Europa", Mário Centeno sobre o "Futuro da União Económica e Monetária", João Pedro Matos Fernandes sobre "Respostas às alterações climáticas" e Augusto Santos Silva sobre "A Europa e o futuro".

Na Convenção Europeia do PS, haverá um debate temático sobre o manifesto político dos socialistas, tendo como oradores o eurodeputado Pedro Silva Pereira, a vereadora da Câmara do Porto Fernanda Rodrigues e a ex-ministra da Administração Interna e que foi eleita pelo círculo do Porto, Constança Urbano de Sousa.

Já no debate temático sobre "A Europa no mundo", estão previstas intervenções do eurodeputado Carlos Zorrinho e do ex-ministro Azeredo Lopes.

Antecedendo a abertura formal dos trabalhos da convenção, no período da manhã realiza-se uma conferência temática do Partido Socialista Europeu (PSE) sobre assuntos sociais, que será aberta pelo ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva, pelas 10.45, e encerrada pela secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes.

Nesta conferência temática, estão previstos discursos do presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, da eurodeputada Maria João Rodrigues, e do secretário-geral adjunto do PSE, Yonnec Polet. O moderador será João Albuquerque, que é presidente dos Jovens Socialistas Europeus.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.

Premium

Marisa Matias

Greta Thunberg

A Antonia estava em Estrasburgo e aproveitou para vir ao Parlamento assistir ao discurso da Greta Thunberg, que para ela é uma heroína. A menina de 7 ou 8 anos emocionou-se quando a Greta se emocionou e não descolou os olhos enquanto ela falava. Quando, no final do discurso, se passou à ronda dos grupos parlamentares, a Antonia perguntou se podia sair. Disse que tinha entendido tudo o que a Greta tinha dito, mas que lhe custava estar ali porque não percebia nada do que diziam as pessoas que estavam agora a falar. Poucos minutos antes de a Antonia ter pedido para sair, eu tinha comentado com a minha colega Jude, com quem a Antonia estava, que me envergonhava a forma como os grupos parlamentares estavam a dirigir-se a Greta.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O governo continua a enganar os professores

Nesta semana o Parlamento debateu as apreciações ao decreto-lei apresentado pelo governo, relativamente à contagem do tempo de carreira dos professores. Se não é novidade para este governo a contestação social, também não é o tema da contagem do tempo de carreira dos professores, que se tem vindo a tornar um dos mais flagrantes casos de incompetência política deste executivo, com o ministro Tiago Brandão Rodrigues à cabeça.