Premium

25 de Abril

"Em Peniche, fechei a boca, nunca disse nada, levei muita pancada"

Esteve para ser entregue a privados, mas o governo voltou atrás e decidiu converter a fortaleza em Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, para preservar a memória dos que por aqui passaram. Foram 2500, sobrevivem 50. Entre eles, José Pedro Soares.

Há aqui muito sofrimento, não é? Há muitas vidas sofridas." José Pedro Soares foi um dos mais de 2500 presos políticos na Fortaleza de Peniche. Saiu no dia 27 de abril de 1974. É, também, um dos 50 sobreviventes. Memória viva de um tempo que é homenageado no novo Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, feito no forte, depois da polémica que anunciou ir ser um hotel. A inauguração, como não podia deixar de ser, é no próximo dia 25 de Abril.

Ler mais