Defesa. Forças Armadas ajudaram a salvar 394 vidas em 2018

Mais de 2700 militares estão esta semana envolvidos no apoio à Proteção Civil e ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

As 318 missões realizadas este ano pelos três ramos militares, a pedido das autoridades civis, ajudaram a salvar 394 vidas humanas, informou esta quinta-feira o Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA).

Essas missões da Marinha e da Força Aérea, "em apoio" à Autoridade Marítima Nacional (AMN) e ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), corresponderam a 16 missões de transporte de órgãos humanos, 56 ações de salvamento marítimo e 246 resgates médicos, referiu o EMGFA.

A par dessas operações, as Forças Armadas - agora por via do Exército - continuam empenhadas em "oito missões de apoio" à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) em vários pontos do país.

Os 2733 militares estão envolvidos em patrulhas de vigilância florestal (Braga, Sintra), beneficiação de caminhos florestais (Serra da Arrábida e Costa da Caparica) e apoios de engenharia (Leiria, Portalegre, Lisboa e Loulé), acrescentou o EMGFA.

O EMGFA exerce o comando operacional sobre os três ramos das Forcas Armadas, a quem cabe recrutar, formar, treinar e aprontar os seus efetivos.

Ler mais

Exclusivos