Premium Basta prevê mais investimento na campanha do que o CDS

A coligação liderada por André Ventura aparece com uma previsão de angariação para as eleições europeias de maio que supera a soma dos valores angariados por todos os outros partidos, totalizando 400 mil euros.

Apesar de, nas últimas semanas, vários líderes partidários terem desvalorizado a importância destas eleições europeias, o valor total de receitas orçamentado pelos partidos para campanha totaliza 4,9 milhões de euros. Os orçamentos de cada campanha são públicos e estão disponibilizados na página da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos.

Sem surpresas, os quatro maiores orçamentos pertencem, respetivamente, a PS, CDU, PSD e BE. Dentro destes quatro partidos, as subvenções públicas atribuídas constituem a maior parcela do orçamento. Em quinto e sexto lugar, porém, dois "recém-chegados": a coligação Basta, liderada por André Ventura, tem meio milhão de euros orçamentados e o Aliança 350 mil euros previstos (provenientes de uma subvenção pública que só virá a ser atribuída se conseguir eleger, pelo menos, um eurodeputado). O CDS-PP, que tem representação no Parlamento Europeu e ao qual as sondagens atribuem entre um e dois eurodeputados, surge em sétimo com um orçamento de 315 mil euros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Benfica

Benfica. Os jogadores com mercado, a garantia de Vieira e a folga financeira

A época terminou, o Benfica conquistou o 37.º título da sua história e em breve vão começar as movimentações do mercado. João Félix é o jogador mais cobiçado, mas há também Rúben Dias, Grimaldo e outros. Se prevalecer a palavra de Vieira, nenhum dos miúdos formados em casa sairá por menos da cláusula de rescisão. Será mesmo assim?