Audições parlamentares sobre Tancos aprovadas por unanimidade

Requerimentos para ouvir Graça Mira Gomes, Helena Fazenda e Rovisco Duarte foram entregues antes da audição parlamentar do ministro da Defesa.

Manuel Carlos Freire
Ministro da Defesa, Azeredo Lopes, no Parlamento© JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

A Comissão parlamentar de Defesa aprovou esta terça-feira, por unanimidade, as audições dos responsáveis do Exército e dos serviços de informações e da segurança interna sobre o furto de material de guerra em Tancos.

As votações antecederam o início da audição parlamentar do ministro da Defesa, Azeredo Lopes, a propósito das novas informações relacionadas com aquele caso ocorrido no final de junho de 2017.

Ficam por decidir as datas das audições, com o deputado João Rebelo (CDS) a evocar que as realizadas em 2017 sobre o mesmo tema tiveram lugar no final de julho - pelo que agora pode ocorrer o mesmo.

A audição do chefe do Estado-Maior do Exército, general Rovisco Duarte, foi requerida pelo CDS, enquanto as da secretária-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), embaixadora Graça Mira Gomes, e da secretária-geral do Sistema de Segurança Interna (SGSSI), procuradora-geral adjunta Helena Fazenda.