General da República Centro-Africana visitou militar que perdeu as pernas

Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas centro-africano contactou o militar comando gravemente ferido em junho na missão da ONU na RCA.

O soldado comando Aliu Camará recebeu esta terça-feira a visita do general de brigada Zhépirin Mamadou, comandante das Forças Armadas da República Centro-Africana (RCA), um mês e meio após ter ficado gravemente ferido durante uma operação naquele país.

A ida de Zhépirin Mamadou ao Hospital das Forças Armadas (HFAR), onde foi recebido pelo chefe do Estado-Maior-General (CEMGFA), almirante Silva Ribeiro, encerrou a sua visita oficial de dois dias a Portugal.

De acordo com a informação divulgada pelo EMGFA através das redes sociais, o CEMGFA da RCA foi "agradecer e manifestar votos de sinceras melhoras" a Aliu Camará, que continua em convalescença depois de lhe terem sido amputadas as pernas na sequência do acidente.

O militar, de origem guineense, ocupava o lugar do apontador na viatura blindada Humvee que se despistou e capotou durante uma operação a algumas centenas de quilómetros de Bangui no dia 13 de junho, tendo sofrido um traumatismo craniano e nas pernas.

Evacuado para o hospital de campanha da ONU, Camará seria transferido horas depois para Lisboa, tendo chegado ao HFAR na manhã do dia seguinte.

Exclusivos