Sinéad O'Connor procurada pela polícia depois de alegada ameaça de suicídio

Polícia de Chicago terá recebido chamada de um familiar da cantora irlandesa, alertando que esta terá ameaçado atirar-se de uma ponte. Há um mês, O'Connor também esteve desaparecida.

Sinéad O'Connor já recorreu às redes sociais para desmentir ter ameaçado atirar-se de uma ponte esta quinta-feira, apesar das notícias que dão conta de um alerta feito por um familiar à polícia de Chicago.

Segundo o site TMZ, as autoridades terão recebido uma chamada de um familiar da cantora de 49 anos, alertando que esta terá ameaçado saltar de uma ponte. Ao site, a polícia de Chicago disse que, oficialmente, Sinéad O'Connor ainda não está desaparecida, mas que estão vigilantes, devido a uma possível tentativa de suicídio.

Esta madrugada, foi publicado um texto na página oficial de Sinéad O'Connor, aparentemente escrito pela cantora. Depois de algumas linhas sobre o Brexit, O'Connor desmente o episódio. "Ah, já agora, é treta que tenha saltado de uma ponte. Uma cabra estúpida da Swords Garda Station [em Dublin] decidiu inventar um rumor malicioso e falso".

Sinéad O'Connor já havia estado desaparecida durante algumas horas no mês passado. A cantora, que trava uma batalha contra a depressão, publicou no passado mês de novembro uma aparente carta de suicídio no Facebook. O texto levou a que a polícia irlandesa entrasse em ação, tendo, após algumas horas, confirmado que a cantora estava "sã e salva" e a receber assistência médica.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG