Samantha Cameron diz que morte do filho tornou tudo o resto "irrelevante"

Samantha Cameron, mulher do ex-primeiro-ministro britânico, recordou a morte do primeiro filho, Ivan, que sofria de epilepsia e paralisia cerebral

A mulher do ex-primeiro ministro britânico David Cameron falou sobre a morte do seu filho Ivan, numa entrevista ao jornal The Times, e de como o trágico acontecimento tornou tudo o resto "irrelevante". O filho do casal sofria de paralisia cerebral e epilepsia e morreu em 2009, com apenas seis anos, quando Cameron era líder dos Conservadores e meses antes de ser eleito.

"A morte do Ivan é algo tão gigante que tudo o resto se torna irrelevante. Passa por cima de tudo. O que se passa no mundo lá fora torna-se insignificante", explicou Samantha Cameron. "Como qualquer pai na minha situação, apenas sigo em frente. Há que lidar com isto, porque não tens qualquer escolha", acrescentou a empresária e estilista.

Cameron adiantou também que tanto ela como o ex-primeiro ministro britânico se apoiaram "na rotina" para não serem "destruídos por completo".

Samantha e David são pais de três filhos, que nasceram depois de Ivan: Nancy, de 13 anos, Arthur, de onze, e Florence, de seis anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG