"Só faço coisas que não envergonhem os meus pais"

A manequim portuense fala do orgulho que os pais sentem pelo seu sucesso além fronteiras... mesmo quando aparece em fotografias mais ousadas

O corpo é o seu instrumento de trabalho e Sara Sampaio, 22 anos, já se habituou a ver as suas fotografias em biquíni ou em lingerie espalhadas por todo o mundo. A jovem portuense garante que sente orgulho no seu trabalho e que os pais a apoiam... mesmo em produções mais ousadas.

"Não dizem nada, estão habituados. Só faço coisas com que me sinto confortável, antes de tentar agradar ou achar que estou a desiludir alguém, pergunto-me se estou a fazer alguma coisa que me agrada ou que me desiluda ou envergonhe", refere a manequim.

Sara garante que até agora tem feito coisas em que se sente confortável. "Os meus pais sabem como me educaram, só faço coisas que não os envergonhem, nem a eles nem a mim", revela ainda a manequim que protagoniza campanhas da Victoria'S Secret e da Calzedonia, por exemplo.

Sem problemas em mostrar o corpo, Sara Sampaio admite que tudo é aprovado por si ou pela sua agência. "Não tenho exigências nenhumas, como não tenho problema em dizer que não, se estiver num trabalho com uma roupa que não me sinta confortável", revela.

Sara explica ainda que: "Numa produção mais ousada, por exemplo, tenho a possibilidade de escolher um cabeleireiro ou um maquilhador que eu conheço e confio. É uma questão de ter ou não controlo sobre aquilo que se faz, as fotografias são aprovadas, o styling, o cabelo, a maquilhagem... são fotografias ousadas, mas muito controladas", frisa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG