Porsche processada por acidente mortal de Paul Walker

A viúva de Roger Rodas, condutor do carro onde seguia o ator da saga 'Velocidade Furiosa', iniciou uma ação judicial contra a marca alemã de carros de luxo. Em causa está uma alegada falha no sistema de proteção contra impactos.

Seis meses depois do acidente que vitimou o ator Paul Walker e o seu amigo Roger Rodas, Katherine, viuva deste último, entregou uma queixa no tribunal de Los Angeles contra o fabricante do veículo no qual seguia o marido e a estrela da saga Velocidade Furiosa.

Katherine Rodas alega que o acidente que, em novembro de 2013, vitimou os dois homens, aconteceu devido a uma falha mecânica na suspensão do Porsche Carrera GT, que terá impedido o marido de manter o controlo do carro e provocado o despiste fatal.

"O Carrera GT é o mais similar que existe no mercado a um carro de corrida", argumenta a viúva de Rodas na ação judicial, entregue hoje, terça-feira, num tribunal superior do condado de Los Angeles.