Políticos mexicanos querem sanções para Miley Cyrus

O Congresso estadual de Nuevo Leon aprovou, por unanimidade, o pedido ao governo federal para que sancione a cantora por esta ter usado de forma ofensiva o símbolo nacional durante um concerto em Monterrey.

Miley Cyrus protagonizou o momento polémico no dia em que se celebrava o Dia da Independência do México (16 de setembro) e fez levantar uma onda de contestaçãopor parte da classe política. O porta-voz do Partido Acção Nacional, Filiberto Garza, declarou à agência Efe que foi aprovado um documento por deputados que exige que a cantora seja presa ou multada.

"No dia de ontem realizou-se o primeiro de dois concertos de Miley Cyrus em Monterrey e onde teve lugar um acto que representou uma falta de respeito à nossa bandeira. Durante o espetáculo, um dos bailarinos pegou na bandeira e bateu com a mesma no rabo da cantora", afirmou ainda o responsável.

De acordo com a imprensa internacional, a cantora poderá ter de pagar uma multa no valor de 1 200 dólares (cerca de 931 euros) ou cumprir uma pena de 36 horas de prisão.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG