Michelle e Barack Obama já foram vítimas de racismo

A primeira-dama contou que o marido usou um smoking num jantar de gala e "um dos convidados pediu-lhe para ir buscar café".

É o presidente dos Estados Unidos. É um dos homens mais poderosos do mundo. Mas isso não impediu que fosse vítima de racismo por diversas ocasiões, ao longo da sua vida. Em entrevista à revista People, Barack Obama e a mulher, Michelle, revelaram alguns dos momentos em que sofreram na pele os mais variados tipos de discriminação e preconceito.

"Acho que as pessoas por vezes esquecem-se de que nós moramos na Casa Branca há seis anos", introduziu Michelle Obama, para em seguida acrescentar: "Antes disso, Barack Obama era um homem negro que vivia na zona sul de Chicago, que tinha uma enorme dificuldade em conseguir apanhar um táxi."

Esta entrevista surge precisamente numa altura em que os EUA têm sido palco de vários protestos, depois de as autoridades terem decidido não apresentar queixa em dois incidentes diferentes nos quais polícias brancos mataram homens negros.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG