Michael Douglas faltava às aulas para usar drogas

Em entrevista à 'GQ', o ator revela que enquanto estudou na Universidade da Califórnia deixou-se influenciar pelos colegas e começou a drogar-se.

A juventude de Michael Douglas culminou com a época dourada da cultura hippie, o que o levou a sobrepôr a rebeldia aos estudos."Eu não estudava nada. Nada. Nós usávamos muitas drogas, era um tempo mágico", revelou o ator à conceituada revista masculina.

E como hippie que era, Douglas viveu como tal. "Eu morava numa espécie de comunidade. Nós alugámos uma casa, três de nós. Nadávamos nus, fumávamos várias ervas e ficávamos loucos", contou o também produtor.

Esta não é, porém, a notícia que tem colocado Michael nas capas das revistas espalhadas pelo mundo. O tema mais quente das últimas semanas é a sua alegada separação de Catherine Zeta-Jones, atriz com quem é casado há 13 anos e com quem tem dois filhos.

Exclusivos