Malato mais pesado arrisca cirurgia ao estômago

Apresentador da RTP teve de deixar de fumar por causa do enfarte, o que fez com que engordasse alguns quilos. Se não emagrecer terá de fazer uma cirurgia para reduzir o estômago

"Infelizmente estou mais gordo porque deixei de fumar. Apesar de fazer exercício físico tenho mais apetite e preciso de ter alguma compensação e às vezes compenso com uma mousse de chocolate", confidenciou Malato no intervalo da emissão especial da RTP1 a partir do Carvalhal, onde é gravada a série Bem-Vindos a Beirais.

Malato terá de fazer dieta, o que, confessa, "não é fácil". Caso não consiga perder peso por essa via, o comunicador vai ter mesmo de submeter-se a uma intervenção cirurgica. "Vou ter de emagrecer e tenho mesmo a indicação para reduzir o estômago, mas não posso fazer para já porque não posso ser anestesiado. Tenho de entrar em dieta e se virmos que não dá então terei de fazer a operação", justificou.

Apesar deste contratempo, o apresentador tem conseguido ficar afastado do tabaco e tem feito exercício físico regularmente, o que trouxe bons resultados. "Estou bastante melhor, estou com mais resistência. Passaram seis meses do enfarte, a coisa ainda está fresca do ponto de vista médico. Mas fiz provas de esforços e o resultado foi muito razoável", frisou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG