Louis Vuitton transforma modelos em prostitutas

A campanha mostra as modelos pelas ruas de Paris como se fossem prostitutas e a marca é acusada de promover uma "visão glamourosa da prostituição". Veja o vídeo.

A marca de alta costura Louis Vuitton está a usar um filme promocional pouco convencional para promover a sua nova coleção. O vídeo que conta a história que precede os desfiles é protagonizado por manequins da marca, Cara Delevingne, Georgia May Jagger e Saskia de Brauw, e realizado por James Lima para a revista britânica Love Magazine.

A campanha foi largamente criticada pela associação francesa de defesa dos direitos das mulheres, Osez le Féminisme, por oferecer uma "uma visão glamourosa da prostituição" e poder ter repercussões negativas.

A Louis Vuitton não quis comentar o assunto até ao momento, ao contrário de Marc Jacobs, diretor criativo da marca, que também aparece no vídeo, garantindo que a intenção da marca nunca foi apoiar a pornografia.

"É um vídeo perturbador porque associa universos completamente diferentes, o luxo da alta costura e um outro muito mais doloroso, o da violência sexual. No entanto a nossa intenção nunca foi ressuscitar a ideia do porno chique dos anos 60", explicou Jacobs.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG