Katy Perry eleita mulher do ano pela 'Billboard'

O último ano da cantora foi, no mínimo, tumultuoso: divorciou-se, fez um filme e somou êxitos na música. Tudo isto levou a publicação a dar-lhe o primeiro lugar.

O álbum Tennage Dream, o terceiro da carreira, foi decisivo para Katy Perry ganhar o título. Esse álbum teve cinco singles no top dos mais vendidos. A cantora foi a única a conseguir este feito desde Bad, de Michael Jackson. Foram vendidas mais de 5,5 milhões de cópias no mundo inteiro.

Katy Perry sucede a Taylor Swift , Beyoncé e Fergie, vocalista dos Black Eyed Peas.

"Ela chegou ao mercado há cinco anos e já tem mais conquistas do que a maioria dos artistas alcança na carreira inteira", justificou o diretor da publicação, Bill Werde. "Ela parece uma fonte inesgotável de recordes a que junta um seu estilo único. Katy Perry é uma das artistas mais emocionantes e inspiradoras da indústria atual".

Até o final do casamento com o comediante britânico, Russell Brand, foi rentabilizado pela cantora, através do filme Katy Perry: Part of Me, um documentário em 3D que acompanha os bastidores da tournée e as crises pessoais que levaram ao fim da relação no final de 2011; e a canção Part of Me.

Mas Katy Perry não se resume só ao mundo do espectáculo e já emprestou o seu nome a marcas de perfume, produtos de maquilhagem e cosméticos, e marcas de produtos alimentares.

O prémio será entregue numa cerimónia que terá lugar dia 30 de novembro, em Nova Iorque.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG